Euro 2014 – 4º Dia

4º dia de competição, teremos em competição os finalistas:

10:30 Finais TU e DMT Júniores
Raquel Pinto (2ª)
Beatriz Botelho (8ª)
Tiago Romão (1º)
Marco Laginha (5º)

11:45 Finais TU e DMT Séniores Femininas
Joana Pereira (2ª)
Sílvia Saiote (4ª)

12:30 Finais TU e DMT Séniores Masculinos
Bruno Nobre (4º)
Diogo Costa (5º)

15:30 Finais TRS Júniores
Ana Ramos / Mariana Carvalho (3º)

16:00 Finais TRS Séniores
Diogo Ganchinho / Ricardo Santos (3º)

16:45 Finais TRI Júniores
Pedro Ferreira 4º

17:30 Finais TRI Séniores
Diogo Ganchinho (7º)

4º e último dia de competição, todas as finais individuais acontecerão depois de todas as emoções das equipas!

Hoje foi dia também de destaque para os juízes: Rute Simão foi chefe de painel no TU júnior feminino, João Ferreira chefe de painel no TU sénior, Luís Apolónia chefe de painel de DMT Sénior masculino e João Oliveira foi chefe de painel de TRS Sincronizado feminino.

euro2014_judgesComeçou pelo DMT júnior feminino com 2 passagens excelentes das nossas “Sushi” e “Mini”. A 1ª praticamente irrepreensível enquanto que a segunda arriscou na dificuldade, dobrando bastante as pernas no 8 – 1 <, terá sido considerado por pouco, mas contou encarpado, felizmente!
2ª série e o risco corrido foi exponencialmente maior, ambas com 8 – 1 o de spotter. Sofia Correia conseguiu fazer uma boa série, marcando o 8 – – o na box, ao passo que Mariana Carvalho teve mais dificuldade porque o extensão inicial foi curto e o spotter foi comprido, resultando em falha grave na execução e na recepção.
Mostraram ambas uma garra incrível e mostraram também que temos ginastas para o futuro, com certeza não se vão esquecer mais desta competição. Sofia 4ª e Mariana 5ª, sabe a pouco porque falham as medalhas mas têm de estar muito contentes com a competição.

2ª finais do dia foram simultâneamente TU feminino júniores e DMT masculino júniores, onde tínhamos mais esperanças.

No tumbling, Beatriz Botelho iniciou com a “pica” de ontem, velocidade e controlo na recepção do 8 2 2 o, muito bem!
Raquel Pinto também manteve a motivação para a final individual, realizando uma série similar à das finais por equipas, com uma recepção do 8 2 2 / um pouco descontrolada. Uma excelente série que a manteve em 2º no final da primeira passagem.
A última série de Beatriz foi também fantástica, culminando a sua presença com um 8 2 2 / e subindo em flecha na classificação geral, terminando em 3º lugar, brilhante prestação, mais uma medalha e um futuro risonho pela frente!
Raquel Pinto mostrou toda a sua classe novamente com 8 2 2 / no final, mas com um elemento diferente a preceder por forma a não repetir. Infelizmente a inglesa foi mais fortes e empurrou a Raquel para 2º, o público queria mais, mas foi mais um resultado brilhante para as cores nacionais e para Luís Nunes, o seu treinador e treinador nacional! VICE CAMPEÃ DA EUROPA JÚNIOR DE TUMBLING!

No DMT masculino a competição foi muito renhida. Marco Laginha guardou o 8 – 1 o de entrada. O miller final não foi tão bom, mas permitiu manter a esperança, apesar da recepção ter sido directamente para a zona B por milímetros.
Tiago Romão elevou o nível da competição e mostrou ser o único concorrente de um russo inspirado. Pena que a recepção tenha sido também na zona B ou a margem de erro seria diferente, ainda assim, estava muito próximo do primeiro lugar.

euro2014_tiago_marcoMarco Laginha elevou a dificuldade na última série, comete apenas o erro na recepção que já tinha feito na 1ª série, fora da box directamente, mas aleado à dificuldade mais elevada, sobe na classificação final para 3º, mais uma medalha para portugal!
Tiago Romão só precisava de fazer aquilo que tão bem sabe fazer, já que o russo teve uma falha grave na 2ª série. Tiago manteve a calma, manteve a garra e fez um 8 2 1 o, 8 2 2 o com o pulso no ar na recepção com a certeza do título na mala! Um forte abraço aos treinadores nacionais Helder Silva e Pedro Fernandes antes de abraçar o seu treinador no clube João Rito, felicíssimo com mais um título conquistado! CAMPEÃO DA EUROPA DE JÚNIORES DE DMT!

Depois de se cantar o hino nacional uma vez mais, as Séniores do DMT entraram em acção com Sílvia Saiote a realizar a sua entrada mais confortável apesar de não ter sido perfeita. Ainda houve dúvida em relação ao 8 2 2 o porque engrupou pouco o salto, mas a série foi contada na totalidade, um início menos bom do que queria, com certeza.
Ainda menos bom foi o início de Joana Pereira, que arriscou o 8 2 1 o de início, muito comprido e com pouca rotação, Joana ainda seguiu a prova, mas directamente para a zona C e com queda na recepção. Joana acenou para o público como quem diz: “Já foi magnífico chegar até aqui!” – e foi mesmo!

euro2014_ss_FotorSílvia mostrou o porquê de já ter ido campeã do Mundo na 2ª passagem, cerrou os dentes e foi à luta. O seu salto de spotter não foi perfeito, mas conseguiu seguir bem para o salto final e marcou a recepção na box. Beneficiou de uma falha da sueca na última série e conseguiu recuperar para o lugar mais baixo do pódio! Foi a 11ª medalha que portugal conquistou nestes campeonatos da Europa.
Joana terminou a presença nos Europeus com uma série que já lhe é mais familiar, acenando novamente para a bancada, ao seu estilo, muito alegre e simpática, cheia de energia! Parabéns à Joana pela forma como encara as provas!

Avançando para o DMT Séniores Masculino, uma competição sempre muito disputada e emocionante, Diogo Costa iniciou de forma brilhante com um “stoi” no triplo engrupado, pena apenas que tenha sido fora da box directamente. Por seu lado Bruno Nobre, iniciou muito bem o primeiro salto, mas a saída foi com falta de rotação e recepção muito falhada, para fora da zona e passos ainda mais para o lado, penalização forte que lhe tira qualquer chance de medalhas.
Diogo Costa era a única esperança portuguesa para medalhas, mas tinha de recuperar terreno face aos concorrentes. Pela primeira vez na equipa nacional sénior, Diogo Costa não conseguiu evitar um salto de entrada comprido, levando a uma saída igualmente comprida, directamente para a zona C e forte penalização na recepção. Pior aconteceu com Bruno Nobre, também com uma entrada comprida, desta vez para fora do DMT.
Esta foi a prova menos conseguida pelos portugueses, o DMT Masculino Sénior, onde tínhamos claras expectativas de medalhas.

Após a paragem para almoço tivemos todas as finais individuais de trampolim individual e trampolim sincronizado. As primeiras a entrar em competição foram as júniores femininas, Ana Ramos e Mariana Carvalho, no trampolim sincronizado, com uma série a começar com ¾ atrás cody, a terminar com 4 múltiplos e bastante certinha, tanto em termos de execução como de sincronismo, contudo as portuguesas não conseguiram alcançar as medalhas, ficando em 6º lugar.

Seguiu-se a competição dos séniores com Ricardo Santos e Diogo Ganchinho. A série dos dois ginastas começou com algum deslocamento por parte do ‘Vitamina’ nas sequências de triplos, que levou também a que este ficasse mais baixo que Ricardo, mas a meio da série conseguiram voltar ao nível que já nos habituaram, terminando brilhantemente. Os ginastas classificaram-se em 4º lugar, a apenas 4 décimas do 3º e 8 do 2º lugares, numa competição que foi dominada pelos russos.

euro2014_pf_paiTerminada a competição de trampolim sincronizado deu-se início à competição individual. Dos dois portugueses em acção o primeiro a saltar foi Pedro Ferreira nos júniores masculinos e que bela prestação teve, uma série que levantou a claque portuguesa, quase sem falhas, com muita execução e altura que garantiu ao português o 1º lugar provisório quando faltavam saltar apenas 3 ginastas. Os dois ginastas russos conseguiram ultrapassar o ginasta luso mas o bielorusso não, e por isso o ‘Soto’ conseguiu conquistar a 12ª medalha para Portugal, neste caso, a de bronze. Muitos parabéns ao Pedro e ao seu treinador pela prova irrepreensível e por esta importante conquista na sua ainda curta carreira. Com esta classificação, Pedro Ferreira consegue o apuramento para os Jogos Olímpicos da Juventude, a realizar na 2ª metade do ano, em Nanjing, na China!

Assim sendo faltava apenas competir o Diogo Ganchinho que nos séniores masculinos tinha também a possibilidade de conquistar mais uma medalha para a delegação portuguesa. Diogo começou a saltar mas parou após alguns extensões, voltou-se a concentrar e quando sentiu que estava preparado começou novamente. Ao contrário das qualificações, agora na final o Ganchinho começou com 12 0 0 3< e efectuou 4 triplos mortais na série mas à semelhança do sincronizado os primeiros elementos tiverem algum deslocamento, o que o penalizou bastante em termos de execução, colocando-o assim fora da luta às medalhas classificando-se em 5º lugar neste europeu, repetindo a posição do mundial de 2013. Termina assim a competição com uma boa prestação do ginasta olímpico português que não pode de todo ficar triste com estes três dias de muita competição. Relembramos que neste curto período o Diogo competiu em 2 provas preliminares e 3 finais, o que não é para qualquer um. Parabéns Ganchinho!!!

Contas finais do dia: 2 Medalhas no tumbling júnior feminino (Prata e Bronze), 1 Campeão da Europa de DMT júnior masculino, 1 medalha de bronze no DMT sénior feminino e 1 medalha de bronze no TR júnior masculino!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *