CMGI 2014: Dia 1

Primeiro dia de adrenalina em Daytona para os mais novos, alguns já experientes nestas andanças, outros menos experientes e outros completamente rookies! Um dia longo, à semelhança do que serão todos os dias em Daytona.

2014_cmgi_bancadatuga

O dia fica marcado pela definição dos papéis dos juízes portugueses, em grande destaque, como nos têm habituado. Desta vez não houve possibilidade de rotação de juízes da primeira para a segunda semana, pelo que teremos novamente a presença de Daniela Marques, Rute Simão e João Ferreira:

TRAMPOLIM – JOÃO FERREIRA
Chefe de painel para Sincro 13/14 raparigas
Dificuldade para Individual 17/18 rapazes
Execução 1 para Individual 11/12 raparigas

TUMBLING – RUTE SIMÃO
Chefe de painel para 15/16 rapazes
Dificuldade para 11/12 raparigas
Execução 1 para 17/18 raparigas
Execução 3 para 13/14 raparigas

DUPLO MINI TRAMPOLIM – DANIELA MARQUES
Chefe de painel para 11/12 rapazes
Chefe de painel para 15/16 raparigas
Dificuldade para 17/18 rapazes
Execução 3 para 13/14 raparigas

2014_cmgi_judgesluisgoncalo

Sem dúvida que os olhos estavam postos principalmente na participação de Tiago Romão, o bi-campeão do mundo de DMT tinha todas as expectativas de revalidação do título, que se provaram ser verdadeiras até à última passagem. No entanto, um primeiro salto da última série, com pouca rotação, deixaram-no novamente em cima do DMT no dismount, deitando por terra as suas aspirações e as de Portugal ter uma dobradinha, 1º e 2º. Mas nem por isso Portugal ficou sem o título mundial. O enorme Luís Afonso preparou-se muito bem para esta prova e uma primeira série de sonho levou-o à liderança destacada após a primeira série das finais. Provavelmente um pouco nervoso, mas seguro e decidido, Luís quase tinha uma falha semelhante ao seu companheiro Tiago, mas conseguiu terminar com um salto para a box e para o primeiro lugar da competição que não largaria mais! Brilhante prestação e merecido título mundial para Luís Afonso no escalão 15/16 anos.

2014_cmgi_apagldia1

Também da APAGL veio provavelmente a melhor prestação do dia: Gonçalo Martins foi o único a fazer frente à armada de leste no trampolim individual no escalão 11/12 anos. Não foi a sua melhor performance, mas foi excelente o suficiente para garantir mais uma medalha para o Algarve e para Portugal, na modalidade olímpica. Esta performance mostrou que Gonçalo Martins está no topo do mundo na sua idade e faz reviver os tempos de Diogo Ganchinho nos WAG. Assim desejamos que o percurso seja pelo menos tão bom…medalha de bronze para Portugal que praticamente sabe a ouro!

De referenciar ainda a presença na final de DMT de Mariana Carvalho, terminando no 5º lugar e dos pares sincronizado T.Costa/J.Domingues e A.Carvalho/D.Santos que terminaram em 6º e 7º lugares respectivamente. Todos estarão contentes e com razões para isso, apesar de terem tido pequenas falhas nas finais que impediram uma classificação melhor.

Aqui ficam as classificações finais do 1º dia:

TRAMPOLIM INDIVIDUAL

11 – 12 Masc (33)
3º Gonçalo Martins
22º André Dias
27º Miguel Marianito
30º Rui Domingos

11 – 12 Fem (35)
16ª Ana Oliveira
22ª Joana Brás
26ª Maria Alves
33ª Joana Abrantes

TRAMPOLIM SINCRONIZADO

17 – 18 Masc (19)
6º T.Costa/J.Domingues
7º A.Carvalho/D.Santos

DUPLO MINI TRAMPOLIM

15 – 16 Masc (23)
1º Luis Afonso
7º Tiago Romão
9º Diogo Santos 67,800
11º Miguel Magalhães 67,500

15-16 Fem (25)
5ª Mariana Carvalho
10ª Beatriz Peng
17ª Mariana Ramos
22ª Débora Gonçalves

TUMBLING

13 – 14 Masc (20)
10º Carlos Pinto
17º Miguel Faria

13 – 14 Fem (21)
15ª Inês Moreira
17ª Maria Barba
21ª Catarina Lopes

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *